AUMENTO DO IPI

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

AUMENTO DO IPI

Mensagem  beto_goes em Sab Set 17, 2011 5:19 pm

E ai pessoas, tudo beleza?

com esta noticia do aumento de IPI os carros importados como a SPORTAGE que é uma das concorrentes da Tucson vai passar dos R$ 100.000,00 e os demais carros da hyundai tambem vao as nuvens...

porem nossa Tucson é feita no brasil mais até onde eu sei quase 100% se nao os 100% das pecas sao feitas fora do Brasil, apenas montadas e pintadas aqui...

Alguem sabe responder se este aumento vai trazer algum tipo de "beneficio" aos nossos carros???? Sei que é presente de grego mais to curioso para saber....

valeu

beto_goes

Mensagens : 18
Data de inscrição : 20/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

IPI - quem paga a conta são os consumidores

Mensagem  fckasai em Sab Set 17, 2011 8:39 pm

Embora seja direcionada às importadoras de veículos chineses, a medida terá impactos negativos em toda a cadeia produtiva e representa um retrocesso brutal no mercado brasileiro de automóveis, uma volta à era das carroças, que vigorou até a abertura às importações pelo governo Collor, no início dos anos 1990.
Trânsito nos anos 1990: Carros "pelados" e de baixa tecnologia circulam em rodovia em São Paulo. Quem quer isso de volta?
Com efeitos imediatos – quem não se enquadrar nas exigências do governo em 60 dias terá de recolher o IPI maior retroativamente –, a medida protege as montadoras com produção local, como Volkswagen, Fiat, GM e Ford. Faz isso à custa dos consumidores, que já pagam muito mais caro do que nos países desenvolvidos e ainda levam para a garagem produtos inferiores aos comprados lá fora. Os grandes campeões de venda no Brasil são carros populares “pelados” (sem acessórios), como Gol, Uno e Celta. “É uma medida que atinge demais o consumidor, que perde a possibilidade de comprar automóveis melhores a preços mais adequados. Os carros brasileiros têm qualidade sofrível, são tecnologicamente atrasadíssimos, e com preço muitíssimo alto, porque a margem de lucro é alta”, afirmou Ruy Coutinho, ex-presidente do Cade. “Estamos voltando às carroças do tempo do Collor.” Em princípio, o aumento vigora até dezembro de 2012.
Um em cada quatro veículos vendidos aqui vem do Exterior – 25%. A questão é que a maior parte desse mercado é das próprias montadoras instaladas no Brasil, que respondem por 75,5% das importações e não serão atingidas pelo aumento de imposto. Quem perde mais são as importadoras de veículos da Ásia, que vêm ganhando fatias cada vez maiores do mercado com produtos mais completos e mais baratos, que beneficiam o consumidor. É o caso de marcas como a JAC Motors e a Chery, que detêm apenas 0,84% e 0,58% das vendas, respectivamente. A coreana Kia, há mais tempo no País, é a líder entre os importados, com 2,02%. Se a ideia é preservar a produção e os empregos no setor automotivo, que representa 5% do PIB e gera 1,5 milhão de empregos, o governo dá um tiro de canhão apenas em poucas importadoras. É verdade que elas não produzem localmente, mas o fato é que detêm menos de 6% do mercado interno e, por sua vez, também investiram pesado para montar redes de concessionárias e contratar mão de obra local.
avatar
fckasai

Mensagens : 65
Data de inscrição : 29/07/2011
Idade : 43
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AUMENTO DO IPI

Mensagem  serious em Seg Set 19, 2011 5:02 pm

Grandes palavras,


RETROCESSO

o governo não pode interferir no mercado!!!!!!! isto não existe!!! Só no Brasil mesmo!!!

A tucson tem estimado hoje o indice de nacionalização de 67%, nao será afetada por tais medidas a principio. (ultima noticia que tenho)

E compensação, todos outros da HYUNDAI, vao explodir os preços!

serious

Mensagens : 174
Data de inscrição : 05/08/2011
Idade : 34
Localização : Estancia Velha

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AUMENTO DO IPI

Mensagem  serious em Seg Set 19, 2011 5:06 pm


LENDO UM POUCO MELHOR, 15 MESES É PRAZO PARA TENTAREM SE ADAPTAR, QUEM QUISER É CLARO!
OBVIO QUE JAC MOTORS VAI MONTAR FABRICA NO BRASIL, CHERY ETC...
HYUNDAI VAI IMPORTAR MENOS COISAS... E POR AE VAI.



Os ministros da Fazenda, Guido Mantega; da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aloizio Mercadante; e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Fernando Pimentel, anunciaram nesta quinta-feira uma nova política para o setor automotivo. A partir desta sexta-feira, o Imposto para Produtos Industrializados (IPI) que incide sobre automóveis e caminhões será elevado linearmente em 30 pontos percentuais. Para escapar do valor cheio da nova tributação, as montadoras terão de garantir, no mínimo, 65% de conteúdo nacional e regional (peças da Argentina), além de preencher outros requisitos, como a realização de investimentos em inovação tecnológica, pesquisa e desenvolvimento no país (p&d). As montadoras também terão de realizar aportes em ao menos seis etapas produtivas, num total de onze – como, por exemplo, montagem do veículo, estampagem, fabricação de motores, produção de embreagens e câmbio, etc. “A intenção é defender a produção industrial do país”, afirmou Mercadante. A medida provisória (MD) com as novas regras será publicada no Diário Oficial desta sexta-feira.

Apesar de entrar em vigor nesta sexta-feira, todas as montadoras terão quinze meses para se enquadrar no novo regime. Após esse prazo, as que não tiverem cumprido as novas normas terão de pagar a diferença retroativa. “Para as empresas que preencherem os requisitos não muda nada. Estimamos que de doze a quinze empresas estão enquadradas, mas isso vai depender da comprovação a ser realizada pelo ministério do Desenvolvimento”, disse Mantega. De fato, as montadoras terão de apresentar seus números ao Desenvolvimento, que, dentro de 60 dias, terá de certificar aquelas que cumprem os critérios e, assim, estarão habilitar a manter o IPI no patamar atual. A medida é válida até dezembro de 2012.

O governo estima que os automóveis e caminhões de companhias que não se enquadrarem no novo regime ficarão entre 25% e 28% mais caro. "Um carro a gasolina, cujo IPI é 13%, por exemplo, terá de pagar imposto de 43% se não estiver certificado. Porém, estimamos que o impacto no preço final será, neste caso, de 28%, explicou Mantega. O ministro lembrou ainda que essas montadoras terão de dar descontos para tentarem preservar sua competitividade até se enquadrarem no novo regime.

Proteção – No início de sua exposição, os ministros Mantega e Mercadante deixaram clara a intenção do governo de proteger a indústria automobilística doméstica ante o que classificaram como uma invasão de importados. Na avaliação do governo, há um excesso de capacidade ociosa neste setor no mundo e, com isso, parcela da produção têm aportado com voracidade nos poucos mercados que ainda apresentam bons números, como o Brasil. "As medidas vem no sentido de estimular a produção nacional. O mercado brasileiro deve ser usufruído pela produção brasileira e não pela produção externa. Ficamos preocupados com as notícias de que a indústria automobilística está aumentando os estoques no pátio e vem dando férias coletivas", afirmou Mantega."É uma medida que garante a expansão dos investimentos no Brasil, o desenvolvimento tecnológico e a expansão da capacidade produtiva no Brasil", completou Mercadante.

Comemoração – O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Clodovino Bellini, comemorou a decisão: “Essas medidas valorizam a produção nacional e incentivam o investimento em tecnologia. As outras empresas vão ter tempo para se adaptar também. Basta querer”, declarou

serious

Mensagens : 174
Data de inscrição : 05/08/2011
Idade : 34
Localização : Estancia Velha

Voltar ao Topo Ir em baixo

PAGADOR DE IMPOSTO

Mensagem  Ary Bevilaqua em Qui Set 29, 2011 9:46 pm

AO INVÉS DE ABAIXAR OS IMPOSTOS DOS CARROS NACIONAIS, PERMITINDO COMPETIVIDADE, AUMENTA-SE O IMPOSTO DOS IMPORTADOS. QUEM ESTA LENVANDO VANTAGEM NISSO? PARECE A PIADA DO PORTUGUES QUE ACHA A MULHER DELE, O TRAINDO NO SOFA DE SUA CASA E RESOLVE DAR FIM NO SOFA.

Ary Bevilaqua

Mensagens : 1
Data de inscrição : 29/09/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: AUMENTO DO IPI

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum